Notícias

DESVENDANDO O MITO: ORGASMOS MÚLTIPLOS EXISTEM MESMO?

pousada_ipes DESVENDANDO O MITO (Foto: iStock/Think Stock/Getty Images)

Orgasmos múltiplos existem mesmo. Poucas são as mulheres que têm a oportunidade de experimentar essa sensação indescritível, mas de fato tais ocorrências singulares acontecem. Geralmente, em situações imprevisíveis.

Durante o orgasmo, enquanto se experimenta intenso prazer, os músculos sexuais se contraem repetidamente. Em seguida, há um período refratário: uma queda rápida do nível de excitação, em que o corpo amolece e a musculatura relaxa.

No homem, esse fenômeno é bem evidente, com a ejaculação e a perda da ereção. Na mulher, a mesma coisa ocorre internamente e nem sempre o momento do clímax é tão claro — algumas preferem mesmo gozar em silêncio. Depois do orgasmo, é comum a mulher evitar estímulos diretos sobre o clitóris, quando começa o período refratário.

PICOS SUCESSIVOS DE INTENSO PRAZER

Se a estimulação persiste durante todo o orgasmo e — o mais importante — ela estiver altamente excitada, em vez de entrar no período refratário, a garota pode experimentar picos sucessivos de intenso prazer, como ondas.

São os orgasmos múltiplos. Dessa forma, o orgasmo parece não cessar e durar muito mais. A impressão é que o clímax chega a um ápice inesgotável. Parece não ter fim – e, de fato, o desejo é esse.

Descargas de adrenalina se sucedem várias vezes seguidas. Ela sua e geme como nunca, seu coração acelera e seu corpo se retorce incrivelmente. Mesmo assim, o nível de excitação costuma diminuir gradativamente a cada pico.

Homens também podem ter orgasmos múltiplos? Aqueles que praticam o tantra asseguram que sim, pois gozam sem ejacular. As características fisiológicas masculinas, no entanto, o fazem liberar a tensão com ejaculação e o induzem ao período refratário. Por isso, esse fenômeno é ainda mais raro entre eles.

A RARIDADE DESTE FENÔMENO

Por mais que seja algo incontrolável, mulheres que chegam ao ponto de ter orgasmos múltiplos são, em geral, conscientes do seu próprio corpo e de sua sexualidade. Isso não significa que elas sintam mais prazer do que aquelas que nunca experimentaram esse tipo de clímax.

Mesmo entre aquelas que vivenciam essa sensação, ter orgasmos múltiplos é muito raro. Não existe fórmula para fazer uma mulher viver essa experiência. Melhor nem gastar seu tempo em busca desse objetivo. Afinal, só vai ocorrer se ela estiver totalmente excitada, sentir estímulos em várias terminações nervosas e se entregar.

A sinergia com o seu parceiro deve ser realmente mágica. É carnal, mas parece sobrenatural. Para não restar dúvidas, seguem alguns postulados sobre o prazer multiorgásmico:

1# Orgasmos múltiplos acontecem de fato


Não é conto de fadas. Cerca de 30% das mulheres são capazes de experimentar esse fenômeno.

2# Não há um método específico para proporcionar orgasmos múltiplos

Acontece de forma inesperada. Em geral, depende da sinergia entre os parceiros e do nível de excitação da mulher.

3# Homens têm mais dificuldade de sentir orgasmos múltiplos

Apenas aqueles que praticam sexo tântrico e que conseguem gozar sem ejacular relatam ter experimentado essa forma de prazer.

4# Mulheres que sentem orgasmos múltiplos não são mais fogosas que as outras

Aquelas que conseguem sentir essa forma de prazer têm, geralmente, mais conhecimento sobre o próprio corpo, mas isso não indica libido alta.